Saul Loeb/AFP
Saul Loeb/AFP

Trump anuncia que procurador-geral William Barr deixará governo

Aliado do republicano havia questionado alegações de fraude nas eleições

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2020 | 20h09

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira, 14, a saída do governo do procurador-geral William Barr.

No início deste mês, Barr havia questionado as alegações de Trump de que as eleições presidenciais americanas haviam sido fraudadas. O anúncio do candidato derrotado, no entanto, não indica tensão entre os dois.

"Tive uma reunião muito agradável com o procurador-geral Bill Barr na Casa Branca. Nosso relacionamento é muito bom, ele fez um trabalho excepcional. Como diz sua carta, Bill está deixando o cargo pouco antes do Natal para passar festas com a família”, relatou o presidente no Twitter.

Trump havia expressado publicamente sua raiva após a declaração de Barr, um de seus mais ferrenhos aliados. O republicano também ficou irritado porque o Departamento de Justiça não anunciou publicamente que estava investigando Hunter Biden, filho de seu oponente, Joe Biden, antes da eleição.

Trump disse que o procurador-geral adjunto Jeff Rosen, a quem chamou de "uma pessoa excepcional", se tornará procurador-geral interino. /AFP e AP

Tudo o que sabemos sobre:
Donald TrumpWilliam Barr

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.