REUTERS/Jonathan Ernst
REUTERS/Jonathan Ernst

Trump confirma que seu chefe de gabinete deixará cargo até o fim do ano

John Kelly, assessor mais próximo do presidente americano, estava no governo desde o primeiro dia - antes, ele foi secretário de Segurança Nacional; Nick Ayers, de 36 anos, atual chefe de gabinete do vice-presidente Mike Pence é o favorito para a vaga

O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2018 | 17h01

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou nestes sábado, 8, que seu assessor mais próximo, John Kelly, atual chefe de gabinete da Casa Branca, deixará o cargo até o fim do ano.

"John Kelly sairá (do governo) no fim do ano - não sei se posso dizer que ele está se aposentando", disse Trump a jornalistas na Casa Branca. O presidente prometeu que anunciará o nome do substituto de Kelly - talvez de forma interina - em um ou dois dias

Kelly estava no governo Trump desde o primeiro dia, em janeiro de 2017. Antes de ser chefe de gabinete, cargo assumido em julho de 2017, ele foi secretário de Segurança Nacional.

O principal candidato para ser o novo chefe de gabinete do presidente americano é Nick Ayers, de 36 anos, que atualmente desempenha a função para o vice-presidente Mike Pence e tem profundo conhecimento da campanhas eleitorais dos EUA, algo que Trump anseia.

Embora o presidente tenha dito anteriormente que Kelly, de 68 anos, continuaria com no cargo até a disputa presidencial de 2020, o chefe de gabinete afirmou para várias pessoas na Casa Branca que planejava se desligar do governo depois das eleições de meio de mandato, realizadas no começo de novembro. / AFP e NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.