Angel Franco/The New York Times
Angel Franco/The New York Times

Trump declarou perda de US$ 1 bi em uma década

Dados obtidos pelo 'NYT' mostram que prejuízo registrado entre 1985 e 1994 permitiu a presidente não pagar imposto em 8 de 10 anos

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2019 | 21h55

NOVA YORK - Apesar de ter chegado à Casa Branca graças, em parte, a uma narrativa de um bem-sucedido homem de negócios, o presidente americano, Donald Trump, por uma década, acumulou prejuízos com negócios malsucedidos de mais de US$ 1 bilhão, segundo reportagem do New York Times

Trump sempre a atribuiu sua primeira grande derrota e falência à recessão que tomou os EUA nos anos 90. Mas dez anos de informações sobre impostos do presidente obtidos pelo NYT traçam um pior cenário do que se supunha sobre o habilidoso homem de negócios e sua condição financeira. 

Os dados, impressos de transcrições oficiais das declarações de Trump à Receita Federal, com informações da declaração número 1040 – entre 1985 e 1994 – representam a mais detalhada checagem já feita aos impostos do presidente, que ele tem mantido longe do público, diferentemente de seus antecessores. 

Apesar de as informações não cobrirem os anos fiscais no centro da disputa entre o governo Trump e o Congresso, elas traçam o capítulo mais tumultuado de uma longa carreira de negócios – uma era de aquisição febril e colapsos espetaculares. 

Os números mostram que, em 1985, Trump disse ter perdido US$ 46,1 milhões com sua principal carteira de negócios – formada principalmente por cassinos, hotéis e locações. Esses negócios continuaram a sofrer perdas a cada ano, alcançando US$ 1,17 bilhão em uma década. 

Ano após ano, segundo o NYT, Trump parece ter perdido mais dinheiro do que qualquer outro contribuinte americano. O jornal chegou a essa conclusão após comparar os resultados de Trump com uma compilação anual detalhada da Receita Federal de pessoas de alta renda. 

As perdas que seus negócios sofreram em 1990 e 1991 – mais de US$ 250 milhões cada ano – representaram mais do que o dobro de perdas de contribuintes que mais se aproximaram dele nas declarações desses anos. 

Acima de tudo, Trump perdeu tanto dinheiro que ele não precisou pagar imposto de renda em oito dos dez anos avaliados. Não se sabe se a Receita pediu mudanças após auditorias. 

Desde a campanha presidencial de 2016, jornalistas do NYT e de outros veículos vêm tentando reunir as peças das complexas e ocultas finanças de Trump. Ainda que não tenha tido acesso às declarações atuais de imposto de renda do presidente, o jornal diz ter recebido informações de uma fonte com acesso legal a elas. 

O NYT foi então capaz de encontrar resultados correspondentes nas informações de declarações de renda dos principais beneficiados – um banco de dados disponível para o público que anualmente faz um apanhado de um terço desses contribuintes com detalhes de identificação removidos.

Os dados também confirmam resultados significativos obtidos em outros documentos públicos, sobre registros fiscais e financeiros confidenciais da família Trump obtidos em uma investigação do jornal, de 2018, sobre a origem da riqueza do presidente. / NYT 

Tudo o que sabemos sobre:
Donald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.