Michael Reynolds/EFE
Michael Reynolds/EFE

Trump despede 46 procuradores federais designados por Obama

Objetivo do Departamento de Justiça é assegurar 'transição uniforme' de governo

O Estado de S.Paulo

11 de março de 2017 | 02h10

WASHINGTON - A administração do presidente americano Donald Trump exigiu na sexta-feira a renúncia de 46 procuradores federais designados durante o mandato de Barack Obama.

De acordo com a legislação americana, os presidentes somente podem ordenar a renúncia de funcionários de confiança quando assumem o cargo. Mesmo assim, a natureza abrupta da medida e a demissão em massa surpreendeu os funcionários.

Preet Bharara, famoso procurador de Manhattan, está entre os que devem renunciar, apesar de ele ter se reunido com Trump antes da posse e ele havia lhe pedido para se manter no cargo.

A porta-voz do Departamento de Justiça, Sarah Isgur Flores, disse que o secretário de Justiça e procurador-geral, Jeff Session, havia solicitado que "os 46 procuradores designados pelo presidente (anterior) apresentassem suas renúncias afim de assegurar uma transição uniforme". / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.