Angela Weiss e Mandel Ngan/AFP
Angela Weiss e Mandel Ngan/AFP

Na reta final da campanha, Trump vai para a Pensilvânia e Obama se junta a Biden em Michigan

A três dias da eleição, os candidatos se concentram nos Estados que devem decidir o resultado da corrida

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de outubro de 2020 | 12h50

WASHINGTON - Na reta final da campanha pela presidência dos Estados Unidos, Barack Obama unirá forças ao democrata Joe Biden em Michigan, enquanto Donald Trump aposta no Estado crucial da Pensilvânia neste sábado, 31. 

Trump fará quatro comícios na Pensilvânia, onde venceu em 2016 por menos de 45 mil votos. Sua mulher, Melania, sediará um quinto evento no Estado-pêndulo, e marcará presença no Condado de Luzerne, uma região historicamente democrática que Trump converteu para seu lado em 2016.

Já Biden se juntará ao ex-presidente Obama, de quem foi seu vice (2008-2016) em aparições de campanha em Michigan, Estado no qual Trump obteve uma vitória apertada em 2016, mas onde o republicano agora aparece atrás nas últimas pesquisas de intenção de voto.

Está previsto que Biden e Obama apareçam em comícios drive-in neste sábado em Flint e Detroit, onde Stevie Wonder planeja se apresentar. Os eventos fazem parte de um esforço para maximizar a participaçãonas urnas, com foco no eleitorado negro. 

Para Entender

Trump ou Biden? Ferramenta mostra quem venceria hoje nos EUA

A cada dia fazemos 10 mil eleições simuladas, com dados das pesquisas mais recentes, para estimar o resultado mais provável em cada Estado e no colégio eleitoral

De início, durante as primárias democratas, Obama adotou uma posição de neutralidade, relutando em enfrentar Trump pessoalmente para não se tornar um contraponto fácil, capaz de motivar a base do presidente. Já na convenção democrata, em agosto, ele subiu o tom e disse que o governo Trump "mostrou que destruirá a democracia americana se isso for necessário para vencer” e, neste mês, tem feito campanha para Biden em dois Estados cruciais, Pensilvânia e Flórida.

No domingo, Biden fará um de seus discursos finais da campanha na Filadélfia, onde deve falar sobre “reunir os americanos para enfrentar as crises que o país enfrenta”. Na segunda-feira, o democrata e sua companheira de chapa, a senadora Kamala Harris, "se espalharão pelos quatro cantos do Estado" com seus parceiros no último dia de campanha antes que os eleitores sigam às urnas, de acordo com o site da campanha de Biden.

Trump retornará à Pensilvânia na segunda-feira para um evento perto de Scranton, com outras paradas na Carolina do Norte, Wisconsin e Michigan. Em 2016, o republicano venceu três Estados do Cinturão de Ferrugem que eram confiavelmente democratas por menos de 80 mil votos no total: Michigan, Wisconsin e Pensilvânia.

E, embora as pesquisas o deixem atrás de Biden em todos os três Estados, a Pensilvânia tem sido a menos inclinada aos democratas nas pesquisas este ano, e seus 20 votos no colégio eleitoral a tornam o maior prêmio dos três./ NYT e EFE

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.