EFE/Claudio Onorati
EFE/Claudio Onorati

Trump diz que Coreia do Norte é um ‘grande problema’ e promete resolver situação

China e EUA negociam há algumas semanas uma série de sanções do Conselho de Segurança, mas ainda não chegaram a um acordo

O Estado de S.Paulo

26 Maio 2017 | 08h20

TAORMINA, ITÁLIA - O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira, 26, que o "problema" norte-coreano "será resolvido", durante um encontro com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, antes da reunião de cúpula do G-7 em Taormina, no sul da Itália.

"Isso está bastante em nossas mentes. É um grande problema, um problema mundial e será resolvido. Em algum momento será resolvido. Você pode apostar nisso", disse Trump a Abe. "Será resolvido, não resta a menor dúvida", completou, antes da questão dos testes de mísseis balísticos da Coreia do Norte ser abordada pelos líderes dos sete países mais ricos do mundo.

A China, única aliada da Coreia do Norte, e EUA negociam há várias semanas uma nova série de sanções do Conselho de Segurança, mas a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, afirmou na semana passada que os países ainda não chegaram a um acordo.

Washington afirmou que estaria disposto a dialogar com Pyongyang, mas com a condição de que o regime comunista abandone os programas nuclear e balístico. O governo americano conta com a ajuda da China para convencer a Coreia do Norte.

A crescente ameaça nuclear de Pyongyang é vista como um grande desafio para Trump, que prometeu impedir o regime norte-coreano de ser capaz de atingir os EUA com uma bomba nuclear, uma capacidade que especialistas dizem que pode ser alcançada em algum momento depois de 2020. / REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.