AFP PHOTO / NICHOLAS KAMM
AFP PHOTO / NICHOLAS KAMM

Trump diz que Coreia do Norte se arrependerá se atacar Guam

Presidente americano eleva tom de retórica contra o regime de Pyongyang e China alerta que aliado estará sozinho se decidir atacar primeiro

O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2017 | 17h41

BEDMINSTER, EUA - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu nesta sexta-feira o líder norte-coreano, Kim Jong-un, que se atacar a ilha americana de Guam, no Pacífico, ou qualquer outro território ou aliado do país vai se arrepender.

"Se fizer algo com relação a Guam ou qualquer outro lugar que seja um território americano ou um aliado americano, vai se arrepender de verdade, e vai se arrepender rápido", disse o presidente em seu clube de golfe em Bedminster (Nova Jersey), onde passa férias.

Horas antes, ele afirmou que as opções militares estão "travadas e carregadas", usando termos militares em sua escalada verbal contra o regime de Pyongyang.

A tensão entre os dois países atingiu seu nível mais alto depois de a Coreia do Norte testar com êxito, em julho, dois mísseis balísticos intercontinentais (ICBM), que segundo especialistas poderia alcançar as principais cidades americanas.

Ainda nesta sexta-feira, a China alertou  à Coreia do Norte que ela estará sozinha e não terá sua ajuda se decidir atacar o território americano com seus mísseis. Ao mesmo tempo, garantiu que intervirá se Washington agir primeiro. A China é a principal aliada e parceira comercial mais importante do regime de Kim Jong-un.  / AFP

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.