Carlos Barria/Reuters
Carlos Barria/Reuters

Trump diz que crise do coronavírus é 'pior que Pearl Harbor e 11 de setembro'

Estados Unidos ultrapassaram a marca de 70 mil mortes por covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de maio de 2020 | 17h52

WASHINGTON - O presidente americano Donald Trump disse nesta quarta-feira, 6, que as consequências da nova pandemia de coronavírus atingiram os Estados Unidos com mais força do que o ataque a Pearl Harbor na Segunda Guerra Mundial ou os atentados de 11 de setembro. 

"Passamos pelo pior ataque que já tivemos em nosso país. Este é realmente o pior ataque que já tivemos", disse a repórteres na Casa Branca. 

"Isso é pior que Pearl Harbor. Isso é pior que o World Trade Center", disse.

O bombardeio japonês surpresa em 1941 à base naval de Pearl Harbor no Havaí levou os Estados Unidos à Segunda Guerra Mundial

Os atentados terroristas de 11 de Setembro de 2001 mataram cerca de 3 mil pessoas, a maioria no World Trade Center, em Nova York, envolvendo o país em duas décadas de conflitos e operações antiterroristas no Iraque, no Afeganistão e em outros países. 

Os Estados Unidos ultrapassaram a marca de 70 mil mortes relacionadas ao coronavírus e podem chegar a 100.000 antes do início de junho, de acordo com vários modelos epidemiológicos. 

Trump também disse que abandonou a ideia de eliminar o comitê de crise do coronavírus, criado para organizar a resposta federal à pandemia. 

"Eu não sabia o quão popular era esse grupo de trabalho", afirmou, acrescentando que "duas ou três" pessoas poderiam se juntar a ele. "É muito apreciado pelo público", insistiu. 

Na terça-feira, o vice-presidente Mike Pence disse que a força-tarefa seria desfeita nas próximas semanas para retornar às operações tradicionais. /AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.