Trump diz que Exército pode abrir fogo se for apedrejado por migrantes de caravana 

Trump diz que Exército pode abrir fogo se for apedrejado por migrantes de caravana 

O presidente americano voltou a insistir que, ao entrar no México, os integrantes da caravana 'passaram por cima' da polícia desse país e até feriram militares que estavam na fronteira

O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2018 | 20h58

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira, 1º, que as tropas enviadas à fronteira poderão abrir fogo caso sejam atacadas com pedras por integrantes da caravana procedente de Honduras.

"Se alguém lançar pedras ou rochas, como fizeram no México , poderá ser alvo de disparos, porque se te dão com uma pedra na cara...", ameaçou Trump durante uma coletiva na Casa Branca.

O presidente americano voltou a insistir que, ao entrar no México, os integrantes da caravana "passaram por cima" da polícia desse país e até feriram militares que estavam na fronteira para impedir a entrada dos migrantes.  

Embaixadora 

O presidente afirmou ainda hoje que o nome da porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert, está sendo considerado para o posto de embaixadora dos EUA na ONU.

Se nomeada, Nauert substituirá a atual embaixadora, Nikky Haley, que anunciou sua renúncia no mês passado.  

"Ela é excelente, está conosco há muito tempo, nos apoia há muito tempo, ela é realmente excelente", afirmou o presidente dos EUA, que indicou que seu nome está sendo considerado "seriamente" e provavelmente tomará a decisão na próxima semana. 

Antes de começar a trabalhar no Departamento de Estado, em abril de 2017, Nauert era uma conhecida jornalista do canal Fox News e não tinha experiência política. / EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.