Saul Loeb/AFP
Saul Loeb/AFP

Trump diz que fim do acordo nuclear iraniano é 'possibilidade real'

Presidente dos Estados Unidos disse que documento é 'fantástico' para o Irã e 'horrível' para os norte-americanos

O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2017 | 17h07

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta segunda-feira, 16, que o fim do acordo nuclear com o Irã é "uma possibilidade real", três dias após anunciar que não certificaria o fato de Teerã cumprir com seus compromissos.

"Pode haver um fim completo do acordo, é uma possibilidade real", declarou Trump na Casa Branca, acrescentando que uma nova fase começa e que pode ser "muito positiva". 

EUA podem manter acordo nuclear com Irã mas exigirão mudanças significativas

"Veremos o que acontecerá", disse ele em reunião na presença de todos os membros de seu governo.

"Eles (iranianos) negociaram um acordo fantástico para eles, mas um acordo horrível para os Estados Unidos", ressaltou, referindo-se ao documento que visa impedir o Irã de adquirir a bomba atômica em troca de uma redução gradual das sanções impostas a Teerã.

+ Artigo: Mundo não deve ter um Irã nuclear, cumpra-se o acordo

A recusa de Trump de "certificar" o acordo abre um período de grande incerteza, dando ao Congresso americano 60 dias para reimpor - ou não - as pesadas sanções econômicas contra Teerã levantadas em 2016 como previsto no texto.

Pouco depois do discurso de Trump, o presidente iraniano, Hassan Rohani, condenou os "insultos" do presidente americano e as "acusações infundadas". / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.