Olivier Douliery/ AFP
Olivier Douliery/ AFP

Trump diz que 'investigação exaustiva' confirmará que não houve conluio com Rússia

Como disse em inúmeras oportunidades, uma investigação exaustiva confirmará o que já sabemos: não há nenhuma colusão entre minha equipe de campanha e uma entidade estrangeira, diz presidente

O Estado de S.Paulo

17 Maio 2017 | 21h03

WASHINGTON - O presidente americano, Donald Trump, expressou nesta quarta-feira, 17, seu desejo de que a investigação sobre um eventual conluio entre pessoas próximas a ele e a Rússia seja concluída "rapidamente", após a nomeação de um investigador especial para este caso pelo Departamento de Justiça.

"Como disse em inúmeras oportunidades, uma investigação exaustiva confirmará o que já sabemos: não há nenhuma colusão entre minha equipe de campanha e uma entidade estrangeira", assinalou o presidente em um comunicado.

O departamento americano de Justiça nomeou nesta quarta-feira Robert Mueller, um ex-diretor do FBI, como conselheiro especial para o caso envolvendo a campanha presidencial de Trump e o governo russo.

Robert S. Mueller III, advogado de 72 anos, foi diretor do FBI por mais de uma década, entre 2001 e 2013, e em sua juventude recebeu três altas condecorações por ações de combate no Vietnã. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.