REUTERS/Kevin Lamarque
REUTERS/Kevin Lamarque

Trump diz que poderia conversar com líder da Coreia do Norte

Afirmação foi feita um dia após o regime de Kim Jong-Un concordar em participar de evento esportivo na Coreia do Sul

O Estado de S.Paulo

06 Janeiro 2018 | 19h08

CAMP DAVID - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse no sábado que estaria disposto a conversar por telefone com o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, e que ele espera um resultado positivo de negociações entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul.

+ Trump rejeita acusações de livro e diz ter gênio muito equilibrado

A Coreia do Norte concordou na sexta-feira em realizar conversações oficiais com a Coreia do Sul na próxima semana, a primeira em mais de dois anos, horas depois que Washington e Seul adiaram um exercício militar em meio a um impasse sobre os programas nuclear e de mísseis de Pyongyang.

Respondendo perguntas de jornalistas no retiro presidencial em Camp David, Maryland, Trump expressou disposição em conversar com Kim. “Absolutamente, eu faria isso”, disse Trump. “Não tenho nenhum problema com isso.” 

Ele comentou ainda que gostaria de ver as negociações entre as duas Coreias avançarem. "Gostaria de vê-los conversar ais além dos Jogos Olímpicos", afirmou. "No momento apropriado, nós nos envolveremos". 

+ Coreia do Norte pode participar de Olimpíadas na Coreia do Sul

Trump e Kim têm trocado insultos desde que o republicano assumiu o cargo, com o norte-americano repetidamente chamando Kim de “homem-foguete” devido aos testes de armas nucleares e mísseis balísticos.

Nesta semana, Trump usou sua conta no Twitter para advertir o líder norte-coreano de que também tem um botão nuclear pronto para ser utilizado. Na mensagem, Trump disse que o seu dispositivo é "maior e mais poderoso" que o de Pyongyang. "O líder norte-coreano Kim Jong-un disse que o 'botão nuclear está sempre em sua mesa'. Alguém deste debilitado e famélico regime pode por favor informá-lo que eu também tenho um botão nuclear, que é maior e mais poderoso que o dele. E o meu botão funciona", tuitou Trump.

Coreias restabelecem comunicação

Na quarta-feira, 3, uma linha telefônica entre as duas Coreias foi restabelecidaTodas as comunicações entre os dois lados foram cortadas em 1950, no início da guerra que devastou a Coreia e dividiu a península. Foi preciso esperar até agosto de 1972 para que fosse estabelecida esta linha telefônica vermelha entre o Norte e o Sul para a comunicação entre os dois lados inimigos. 

Um telefone e um aparelho de fax foram instalados em Panmunjom, vilarejo na fronteira entre os dois países onde foi assinado o armistício da Guerra da Coreia (1950-1953). Desde então, o local foi palco de negociações ocasionais entre as partes.

A reabertura do “telefone vermelho” ocorreu após uma oferta de diálogo de Seul, em resposta a um gesto pacífico do líder Kim Jong-un, que falou sobre uma possível participação norte-coreana nas Olimpíadas de Inverno, que começam em fevereiro na Coreia do Sul. / REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.