Doug Mills/The New York Times
Doug Mills/The New York Times

Trump diz que EUA provavelmente já passaram por pico de contágios por coronavírus

Presidente americano promete anunciar 'diretrizes' para reabrir a economia do país

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2020 | 20h32

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira, 15, que o país provavelmente já passou pelo pior da pandemia de coronavírus e anunciará na quinta-feira "diretrizes" para reabrir a economia. 

"Está claro que nossa estratégia agressiva está funcionando", afirmou ele em sua entrevista coletiva diária. "A batalha continua, mas os dados sugerem que em todo o país passamos o pico de novos casos." 

"Essa situação encorajadora nos colocou em uma posição muito sólida para finalizar diretrizes para a retomada da atividade nos Estados", acrescentou Trump.  O presidente disse que tratará disso em uma entrevista coletiva na quinta-feira, quando ele pretende anunciar pautas.

Enfrentando uma reeleição difícil em novembro, o presidente republicano tem sido otimista ao reabrir a maior economia do mundo o mais rápido possível. 

Na segunda-feira, ele ameaçou invocar seu poder "total" para forçar os governadores a seguirem suas diretrizes de reabertura, provocando protestos. No dia seguinte, contudo, ele recuou, dizendo que não iria "pressionar" os governadores. 

"Vamos abrir Estados, alguns Estados muito antes que outros", disse Trump nesta quarta-feira. "Acreditamos que alguns Estados podem abrir antes do prazo de 1º de maio." 

Anthony Fauci, o veterano especialista em pandemia dos EUA, disse em uma entrevista televisionada no domingo que partes do país poderiam começar a diminuir as restrições em maio.

Os EUA foram atingidos pelo coronavírus, com quase 633 mil casos confirmados, de acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins, de longe o número mais alto do mundo.  O vírus já matou quase 30 mil pessoas em todo o país, a taxa mais alta do mundo. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.