Michael Klimentyev/Sputnik/Kremlin/EFE
Michael Klimentyev/Sputnik/Kremlin/EFE

Trump e Putin conversam sobre comércio e incêndios florestais na Sibéria

Presidente americano ofereceu ajuda para conter as chamas que atingem a região do Ártico

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2019 | 01h47

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conversou por telefone com o presidente russoVladimir Putin, nesta quarta-feira, 31, sobre o comércio entre as duas nações e os incêndios florestais que atingem a Sibéria.

De acordo com o Kremlin, o americano ofereceu ajuda para conter as chamas que já devastaram milhões de hectares de floresta e ameaçam acelerar o degelo do Ártico.

A oferta de Trump tem como chave uma restauração em grande escala das relações entre a Rússia e os Estados Unidos, informou a assessoria de imprensa do Kremlin. Em breve comunicado, a assessoria do presidente americano disse que Trump "manifestou sua preocupação com os incêndios na Sibéria e os dois líderes também falaram de comércio entre os dois países".

Os incêndios florestais na Rússia já se espalharam para cerca de três milhões de hectares de florestas, a maioria do tamanho da Bélgica, espalhando fumaça pela Sibéria e levando várias regiões a declararem estado de emergência.

No telefonema iniciado por Washington, Putin agradeceu a oferta de Trump e disse que a Rússia já mobilizou forças aéreas para combater os incêndios.

As chamas destruíram milhões de hectares no centro e no leste da Rússia, segundo as autoridades, com a fumaça afetando grandes cidades da Sibéria ocidental, a região de Altai e zonas urbanas nos Urais como Chelyabinsk e Yekaterinburg./ AFP e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.