Erin Schaff/The New York Times
Erin Schaff/The New York Times

Trump entrega troféu a vencedor de torneio de sumô no Japão

Principal palco do esporte no país teve de ser adaptado parcialmente com poltronas especiais para receber Trump e a primeira-dama

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2019 | 16h40
Atualizado 26 de maio de 2019 | 22h31

TÓQUIO - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compareceu neste domingo, 26, ao último dia de um torneio de sumô em Tóquio, no Japão, e entregou um troféu ao ganhador, um lutador de 25 anos que era praticamente um desconhecido nesse esporte até agora.

O lutador Asanoyama recebeu o troféu de Trump, que teve de ser ajudado devido ao peso da taça, de aproximadamente 30 quilos, que foi entregue dentro do círculo de areia conhecido como "dohyu", onde acontecem os duelos. 

Esse foi o ato final de um evento que tinha atraído grande atenção no Japão pela presença incomum de um governante americano, e fez parte das atividades programadas durante a visita oficial que Trump iniciou ontem no país e concluirá na terça-feira.

O evento aconteceu na arena de sumô Ryogoku Kokugikan em Tóquio, o principal palco do esporte no país, que teve de ser adaptado parcialmente com poltronas especiais para receber Trump e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, ambos acompanhados de suas respectivas mulheres. Normalmente, o público do sumô se senta em almofadas no chão. 

Quando o presidente americano entrou no local, a multidão pareceu se esquecer do esporte por alguns instantes, e todos os olhares e celulares se voltaram para o visitante e sua mulher.

Durante a luta, Trump trocou poucas palavras com a Melania ou com Abe, e permaneceu a maior parte do tempo olhando fixamente para os atletas.

"Fiquei muito feliz (em receber a taça). Mas não posso expressar com palavras", afirmou Asanoyama pouco depois que Trump e Abe deixaram o local após a cerimônia de entrega do troféu.

O troféu leva o nome Taça do Presidente dos EUA, foi produzido em território americano e tem 1,37 metros de altura, com uma águia no topo.

No meio do "dohyu", Trump leu um certificado, que também entregou a Asanoyama, que dizia que o lutador foi merecedor do troféu por seu "sucesso expressivo" no torneio, com 12 vitórias e 3 derrotas.

Outros chefes de Estado já estiveram presentes em torneios de sumô no Japão, entre eles o francês Jacques Chirac, que compareceu em várias ocasiões e também entregou seu próprio troféu, conhecido como Taça Chirac.

Mais cedo, o presidente e Abe jogaram golfe. Amanhã, os dois terão uma reunião formal na qual tratarão de assuntos delicados como o comércio entre os dois países e a tensão envolvendo a Coreia do Norte.

Imperador

Nesta segunda-feira (no horário local, domingo em Brasília), Trump se tornou o primeiro líder estrangeiro a se reunir com o novo imperador japonês, Naruhito. / AFP e EFE 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.