Nicholas Kamm / AFP
Nicholas Kamm / AFP

Trump espera ser absolvido de seu processo de impeachment nesta quarta-feira, 5

Vitória de republicanos sobre possível convocação de testemunhas adiantou fim do julgamento

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2020 | 10h55

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, espera obter uma vitória retumbante nesta quarta-feira, 5, quando o Senado deve absolvê-lo de um processo de impeachment muito político, no meio do ano eleitoral. 

O anúncio do fim iminente deste julgamento histórico, que ocorrerá às 16h no horário local (18h no Brasil), foi precipitado após os senadores republicanos conquistarem uma importante vitória em votação na noite de sexta-feira, 31, quando, por 51 votos a 49, os membros da câmara alta se opuseram à convocação de testemunhas. 

"É uma grande tragédia", disse o líder democrata do Senado, Chuck Schumer. "Os americanos vão se lembrar daquele dia em que o Senado se afastou da verdade", acrescentou. Nancy Pelosi, presidente democrata da Câmara dos Deputados, acusou os republicanos que votaram contra a presença das testemunhas de "cúmplices no encobrimento do presidente".

"Ele será processado para sempre", disse Pelosi. "Não pode haver absolvição sem julgamento. E não há julgamento sem testemunhas, documentos e evidências".

"Já ouvimos mais do que o suficiente", disse o senador republicano Ted Cruz. "É hora de absolver o presidente", acrescentou no Twitter.

A próxima votação dos senadores será sobre as duas acusações contra Trump: abuso de poder e obstrução do trabalho do Congresso.

Para Entender

As etapas do processo de impeachment de Trump no Senado

Julgamento de presidente dos Estados Unidos começa no Senado, que vai definir audiências e decidir se convoca testemunhas; maioria republicana deve absolver Trump

A Constituição dos EUA exige uma maioria de dois terços do Senado (67 votos) para condenar um presidente, mas dado que os republicanos dominam a câmara alta, é provável que Trump seja absolvido. Na segunda-feira, os senadores se reunirão para ouvir os últimos argumentos da acusação e da defesa.

Trump, que lançou a todo vapor sua campanha de reeleição em novembro, quer que o julgamento termine em breve. Segundo fontes próximas, ele espera ser absolvido antes de proferir seu discurso tradicional sobre o Estado da União, na noite de terça-feira, 4.

Próximos passos

O Senado dos EUA concluirá seu julgamento de impeachment do presidente dos EUA, Donald Trump, na próxima semana, com uma votação final marcada para quarta-feira. Este é o cronograma da reta final:

Sábado, 1.º de fevereiro:

Nenhuma sessão do Senado

Domingo, 2:

Nenhuma sessão do Senado

Segunda-feira, 3:

O julgamento no Senado será retomado às 11 horas (13h no Brasil), sob a presidência do juiz John Roberts. Haverá quatro horas de discussões finais entre os gerentes de impeachment da Casa e os advogados da Casa Branca. O julgamento será então recuado e o Senado realizará uma sessão regular para ouvir senadores discursarem sobre condenação ou absolvição de Trump. 

Terça-feira, 4:

Os discursos dos senadores continuam. Trump deve entregar seu discurso anual do Estado da União ao Congresso dos EUA às 21h (23h no Brasil).

Quarta-feira, 5:

O julgamento recomeça com uma votação final esperada antes das 16h (18h no Brasil). /AFP e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Donald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.