AFP PHOTO / NICHOLAS KAMM
AFP PHOTO / NICHOLAS KAMM

Trump já foi mais generoso

Em desafio feito a Obama ele prometeu doar US$ 5 milhões a entidade de caridade; para vítimas do Harvey, diz que doará US$ 1 milhão

O Estado de S.Paulo

01 Setembro 2017 | 20h53

O presidente Donald Trump vai doar às vítimas do furacão Harvey US$ 1 milhão do próprio bolso, anunciou a Casa Branca na quinta-feira. 

Será a maior doação já feita por um presidente americano no cargo, mas Trump já foi mais generoso. Em 2012, o bilionário ofereceu doar o quíntuplo desta soma – US$ 5 milhões – a qualquer entidade de caridade que Barack Obama escolhesse se o então presidente provasse que era mesmo americano. 

Na ocasião, Trump apoiava a candidatura do republicano Mitt Romney à presidência e tentava de todos os modos desqualificar Obama, defendendo a tese que ele havia nascido no Quênia, não no Havaí, o que o impediria de permanecer na Casa Branca ou disputar a reeleição. 

O grupo de republicanos radicais agrupados no Tea Party alegava que a certidão de nascimento de Obama era falsa, uma vez que a original foi destruída em um incêndio no arquivo oficial havaiano em 1962. Todas as acusações foram rejeitadas pela Suprema Corte.

Em setembro de 2016, Trump pôs um ponto final à controvérsia, dizendo acreditar que Obama era mesmo americano. O que salvou o magnata de desembolsar os US$ 5 milhões é que Obama não aceitou o desafio, alegando que não tinha que provar nada a ele. 

 

Mais conteúdo sobre:
Donald Trump furacão Tea Party

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.