AFP PHOTO / Juan BARRETO
AFP PHOTO / Juan BARRETO

Trump limita capacidade da Venezuela para vender dívida e ativos nos EUA

Governo republicano adota novas sanções contra Caracas após considerar eleição no país 'uma farsa'

O Estado de S.Paulo

21 Maio 2018 | 15h45

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, impôs nesta segunda-feira, 21, novas sanções contra o governo da Venezuela, ao assinar uma ordem executiva que limita a venda de dívida e ativos públicos do Executivo de Nicolás Maduro em território americano.

+Brasil, EUA e mais 13 países não reconhecem resultado das eleições na Venezuela

Mais cedo, o vice-presidente americano, Mike Pence, havia divulgado nota na qual considerou a eleição na Venezuela "uma farsa", "nem livre nem justa". No comunicado, ele afirmou que o resultado foi ilegítimo e é mais um revés para a "orgulhosa tradição democrática da Venezuela".  

O presidente Nicolás Maduro obteve no domingo um novo mandato de seis anos na Venezuela, mas vários países da

região questionam a lisura do processo. Boa parte da oposição convocou um boicote às urnas, afirmando que não

seria possível haver uma disputa justa, diante do controle de Maduro sobre a máquina pública, incluindo o órgão

eleitoral. / EFE e AE 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.