Trump notifica Congresso sobre intenção de tornar o Brasil um aliado extra-Otan

Trump notifica Congresso sobre intenção de tornar o Brasil um aliado extra-Otan

Ele tinha proposto a ideia durante visita de Bolsonaro a Washington, em março

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2019 | 19h46

WASHINGTON - O presidente americano, Donald Trump, notificou nesta quarta-feira o Congresso sobre sua intenção de designar o Brasil um aliado preferencial fora da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), uma ideia que já tinha proposto durante a visita a Washington de Jair Bolsonaro, em março.

O status de aliado preferencial extra-Otan facilitaria o acesso do Brasil a armamento americano, entre outras vantagens. Somente 17 países estão nesta categoria, entre eles a Argentina, Tunísia, Jordânia e Marrocos.

“Estou fazendo essa designação em reconhecimento aos recentes compromissos do governo do Brasil para aumentar a cooperação em Defesa com os EUA e em reconhecimento de nossos interesses em aprofundar nossa coordenação em Defesa com o Brasil”, destacou Trump na carta enviada ao Congresso. 

A Otan tem 29 membros. Nenhum deles é da América Latina ou do Atlântico Sul, mas a Colômbia é, desde o ano passado, o único parceiro global na América Latina.

Em março, quando Trump mencionou a ideia em entrevista coletiva com Bolsonaro no jardim da Casa Branca, ele advertiu que o caminho seria longo. O novo status como aliado estratégico facilitará a transferência de tecnologia no momento em que a indústria aeroespacial brasileira está tentando criar uma nova relação com os EUA, após a associação entre Embraer e Boeing. No ano passado, Trump iniciou uma política de exportação de armas para competir com russos e chineses. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.