HO / NASA / AFP
HO / NASA / AFP

Trump ordena formalmente criação de força militar espacial

Constituir uma nova divisão das Forças Armadas requereria sinal verde do Congresso, e não está claro se presidente pode convencer os legisladores da necessidade de estabelecer esse novo corpo militar

O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2018 | 18h07

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou nesta terça-feira, 18, formalmente ao Pentágono a criação de uma força militar dedicada às operações no espaço.

"Ordeno o estabelecimento, de acordo com as leis americanas, de um Comando Espacial dos EUA como um Comando Combatente Unificado", disse Trump no texto oficial.

Em junho, o presidente americano já tinha anunciado sua intenção de começar "imediatamente o processo para estabelecer uma 'força espacial' como a Sexta Divisão das Forças Armadas", no mesmo dos Exércitos de Ar e Terra, a Marinha, a Infantaria da Marinha e a Guarda Litorânea.

Trump argumentou que a necessidade de formar uma divisão das Forças Armadas americanas centrada no espaço se dá porque lá também "se combatem guerras, assim como na terra, no ar e no mar". Atualmente, já existe um comando de forças espaciais, mas dentro do organograma das Forças Aéreas.

Constituir uma nova divisão das Forças Armadas requereria sinal verde do Congresso, e não está claro se Trump pode convencer os legisladores da necessidade de estabelecer esse novo corpo militar, dado que é algo que não ocorre desde 1947, quando foi criada a Força Aérea.

O objetivo da Casa Branca, que já solicitou ao Congresso que destine um total de US$ 8 bilhões ao longo dos próximos anos para desenvolver o projeto, é trabalhar para que essas novas tropas estejam operantes em 2020. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.