Saul Loeb/AFP
Saul Loeb/AFP

Trump responde a seus críticos no Partido Republicano

Trump disse que Flake e Corker, que anunciaram que não disputarão em 2018, decidiram renunciar à política porque não têm chances de conservar suas vagas

O Estado de S.Paulo

25 Outubro 2017 | 15h31

WASHINGTON - O presidente americano Donald Trump respondeu nesta quarta-feira, 25, às críticas feitas por integrantes de seu próprio partido, o Republicano, destacando seu isolamento e acusando que existe um "festival de amor" entre ele e os congressistas aliados.

+Trump enfrenta revolta republicana no Senado 

Um dia depois que os senadores republicanos Jeff Flake e Bob Corker descreveram Trump como um presidente com "flagrante desprezo" pela verdade e o acusaram de "degradar o país", o magnata atacou os dois no Twitter.

Trump disse que Flake e Corker, que anunciaram que não disputarão em 2018, decidiram renunciar à política porque não têm chances de conservar suas vagas.

"A razão pela qual Flake e Corker abandonaram a corrida pelo Senado é muito simples, eles não têm qualquer possibilidade de serem eleitos", tuitou o presidente horas depois de se reunir com congressistas republicanos no Capitólio.

"A reunião com os senadores republicanos ontem (terça), fora Flake e Corker, foi um festival de amor, com grandes ovações e grandes ideias para os Estados Unidos", acrescentou.

 

Muitos republicanos expressam em privado suas dúvidas sobre o desempenho de Trump no cargo, mas continuam dando seu apoio publicamente.

Mas observadores assinalam que Trump gerou uma divisão no Partido Republicano, na qual os conservadores do 'establishment' lutam por frear o avanço da ala mais populista e nacionalista do partido. /AFP 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.