Jim Lo Scalzo/EFE/EPA
Jim Lo Scalzo/EFE/EPA

Trump sairá de Washington horas antes da posse de Biden; Pence fala com Kamala

Republicano voará para seu clube Mar-a-Lago em Palm Beach, Flórida, onde pretende se instalar

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2021 | 18h01

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sairá de Washington na quarta-feira, 20, pela manhã, horas antes da cerimônia de posse de seu sucessor democrata Joe Biden, segundo informaram vários veículos da imprensa americana nesta sexta-feira, 15. Segundo a agência Reuters, ele chegou a considerar sua partida na véspera, 19.

O presidente republicano, que anunciou há vários dias que não compareceria à cerimônia de posse de Biden, voará para seu clube Mar-a-Lago em Palm Beach, Flórida, onde tem a intenção de se instalar.

Depois de dois meses se recusando a reconhecer sua derrota na eleição de 3 de novembro, Trump finalmente prometeu uma transição nos últimos dias, mas nunca parabenizou Biden.

À luz da pandemia de coronavírus e do ataque da semana passada por seus apoiadores radicais ao Congresso, a equipe de Biden e a prefeita de Washington, Muriel Bowser, pediram aos americanos que evitassem a área do Capitólio e o centro da cidade e assistissem à cerimônia de posse de suas TVs e computadores.

As posses presidenciais dos EUA geralmente contam com centenas de milhares de pessoas que lotam o Passeio Nacional (National Mall), entre o Memorial Lincoln e o Capitólio, mas as autoridades fecharam o imenso gramado desta vez por questões de segurança.

Trump está planejando um evento de despedida na Base Andrews, nos arredores de Washington, onde fica o avião Força Aérea Um, disse a fonte. Ele então irá para seu clube em Palm Beach, Flórida, para iniciar sua vida pós-presidência.

Pence promete ajudar Kamala

O vice-presidente americano, Mike Pence, conversou com sua sucessora, Kamala Harris, por telefone na quinta-feira. Segundo o jornal The New York Times, Pence parabenizou Kamala e ofereceu a ela assistência na transição em uma conversa definida pelo jornal como "cortês e agradável".  

Foi a primeira vez que eles conversaram desde que participaram do debate dos candidatos a vice, durante a campanha eleitoral. Pence já anunciou que comparecerá à cerimônia de transferência de poder.

Trump não procurou entrar em contato com Biden e se referiu ao triunfo de seu rival indiretamente, prometendo uma transição suave. O republicano fez esse comentário depois que seus apoiadores invadiram o Capitólio em 6 de janeiro, o que acabou levando a um segundo impeachment sem precedentes contra ele. /AFP e REUTERS 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.