EFE/EPA/MICHAEL REYNOLDS
EFE/EPA/MICHAEL REYNOLDS

Trump se volta contra pastor e ativista negro Al Sharpton

Presidente diz que defensor dos direitos civis é um golpista e agitador

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2019 | 17h44

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, atacou nesta segunda-feira (29) o pastor e ativista pelos direitos civis Al Sharpton, após um fim de semana marcado pelos ataques do presidente contra um proeminente legislador negro da cidade de Baltimore.

"Al é um golpista, um agitador", disse Trump no Twitter, após um tuíte do religioso, anunciando sua intenção de viajar para Baltimore.

"Ele odeia brancos e policiais!", acrescentou o presidente sobre Sharpton, que foi candidato à indicação presidencial do Partido Democrata em 2004.

No sábado e no domingo, Trump, que busca a reeleição em 2020, criticou o congressista democrata Elijah Cummings, dizendo que o distrito que ele representa, e que engloba grande parte da maioria negra de Baltimore, está "infestado de ratos".

Trump escreveu sobre Sharpton depois que o pastor tuitou no final do domingo que havia "chegado em DC de Atlanta, em direção a Baltimore".

"Baltimore, sob a liderança de Elijah Cummings, tem as piores estatísticas criminais do país. 25 anos de conversa, nenhuma ação!", tuitou Trump.

"Agora, o reverendo Al vai se apresentar para reclamar e protestar. Não fará nada para as pessoas necessitadas. Triste!", acrescentou o presidente. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.