NYT | 04.09.2015
NYT | 04.09.2015

Trump sugere que CNN doe lucros com debate e zomba da aparência de sua concorrente

Magnata acredita que o aumento na audiência e nas receitas publicitárias da emissora se devem a ele, e propõe doação às organizações de veteranos de guerra

O Estado de S. Paulo

10 Setembro 2015 | 09h47

WASHINGTON - O magnata imobiliário e pré-candidato republicano para as eleições presidenciais dos Estados Unidos, Donald Trump, propôs na quarta-feira que a emissora CNN doe para organizações de veteranos de guerra tudo o que conseguir faturar com a transmissão do debate para as prévias do partido na próxima semana.

Em carta enviada ao presidente da CNN, Jeff Zucker, e publicada por sua campanha, Trump diz que a emissora registrou um "aumento de 4.000%" em publicidade e interesse dos telespectadores, e propôs a doação do montante arrecadado.

O magnata atribui o suposto aumento nas receitas publicitárias da emissora a sua presença.

A CNN transmitirá o segundo debate republicano das primárias. O primeiro foi realizado em agosto pela FOX, que já bateu todos os recordes de audiência.

Por isso, o pré-candidato pede que o canal de notícias "encare o segundo debate como um serviço público e não aceite os lucros maciços que serão gerados com sua exibição".

"Sempre acreditei que deveríamos ajudar muito mais nossos veteranos do que fazemos. Por isso minha campanha está bastante focada nessas pessoas magníficas que fizeram muito por nós. Esta grande contribuição de muitos milhões de dólares seria algo maravilhoso por parte da CNN", disse Trump na carta.

Zombaria. Na quarta-feira, Donald Trump zombou da aparência física de sua colega e pré-candidata republicana Carly Fiorina. Em um artigo publicado no site da revista Rolling Stone, o bilionário disse: “Olhem aquele rosto. Alguém votaria naquilo?”.

Os comentários ácidos eram dirigidos à única mulher que está na disputa pela nomeação para concorrer às eleições presidenciais de 2016 do lado republicano.

“Vocês conseguem imaginar esse como o rosto do nosso próximo presidente?”, questiona Trump. “Quero dizer, ela é uma mulher, e eu não deveria dizer coisas ruins mas, pessoal, falem a verdade. Isso é sério?”. /EFE e REUTERS

Mais conteúdo sobre:
eleições Estados Unidos Donald Trump

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.