Saul Martinez/The New York Times
Saul Martinez/The New York Times

Trump transfere residência oficial de Nova York para a Flórida

Presidente americano substitui triplex na Trump Tower de Manhattan - onde passou cerca de 20 dias desde que chegou à Casa Branca - por resort Mar-a-Lago, em Palm Beach - onde ficou por 99 dias -, como seu segundo endereço

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2019 | 11h54

WASHINGTON - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, junto com a família, mudará sua residência oficial de Nova York - onde viveu por décadas antes de chegar à Casa Branca - para a Flórida, Estado com mais benefícios fiscais.

O próprio Trump confirmou a mudança pelo Twitter na noite de quinta-feira, 31, após o jornal The New York Times publicar a informação.

A residência do presidente, que até então era um luxuoso triplex na Trump Tower de Manhattan, será transferida para Mar-a-Lago, sua famosa mansão e clube particular em Palm Beach, onde passa os fins de semana de inverno para fugir do frio de Washington.

"Eu aprecio Nova York e seu povo, e sempre apreciarei, mas infelizmente, embora eu pague milhões de dólares em impostos municipais e estaduais a cada ano, os líderes políticos municipais e estaduais têm me tratado muito mal. Poucos foram tratados pior. Detesto ter de tomar esta decisão, mas, no final, será a melhor para todos os envolvidos", disse o presidente.

Trump nunca divulgou as declarações do imposto de renda, rompendo uma tradição de décadas na política dos EUA, então não se sabe quanto ele paga de impostos nem onde.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, negou que o republicano contribua para o Estado: "Trump não pagou impostos aqui. Ele é todo seu, Flórida", escreveu Cuomo no Twitter.

Ainda de acordo com o NYT, Trump e sua mulher, Melania, apresentaram em setembro declarações individuais de domicílio mudando suas residências principais de Manhattan para Palm Beach. 

Além da Casa Branca, onde Trump passa a maior parte dos dias desde que assumiu em 2017, ele já ficou por 99 dias em Mar-a-Lago e por 20 dias na Trump Tower de Manhattan, segundo o jornal. Uma fonte próxima a Trump disse ao jornal NYT que a razão para a mudança da residência oficial do presidente é fiscal.

A Flórida não tem imposto estadual ou sobre herança, por isso tornou-se um destino popular para nova-iorquinos e milionários do nordeste americano, especialmente desde as mudanças fiscais promovidas pela reforma tributária de Trump.

Com a mudança de residência, Trump não terá que pagar os 9% de imposto estadual de Nova York ou os 4% da cidade, e seus sucessores evitarão os 16% que o Estado impõe em heranças superiores a US$ 10 milhões.

Além disso, enquanto Trump desperta grande rejeição na terra natal, Nova York, fortemente democrata, o Estado da Flórida, onde ganhou em 2016, é de vital importância para uma eventual reeleição no próximo ano. / EFE e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.