Tsunami deixa ao menos 9 mortos nas Ilhas Salomão

Equipes de resgate enfrentam dificuldades para chegar a regiões remotas atingidas pelo tsunami nas Ilhas Salomão, no Pacífico Sul, nesta quinta-feira. A "onda gigante" já deixou pelo menos nove mortos na Ilha Santa Cruz, sendo que quase 100 casas foram destruídas em cinco vilas.

AE, Agência Estado

07 de fevereiro de 2013 | 10h37

Segundo George Herming, porta-voz do governo, cinco idosos e uma criança não conseguiram escapar das águas quando o tsunami atingiu a ilha ontem. Hoje foram encontrados mais três corpos, mas ainda não há detalhes sobre essas vítimas.

Dezenas de pessoas estão desaparecidas e réplicas do terremoto mantêm os moradores assustados e impedem que eles retornem para suas casas. "As pessoas ainda estão com medo de voltar para casa, porque não sobrou nada. Então elas estão em abrigos temporários, em lugares elevados", comentou Herming.

O tsunami foi gerado por um terremoto de magnitude 8,0 com epicentro perto da cidade de Lata, na Ilha de Santa Cruz, na província de Temotu, na região leste das Ilhas Salomão. Nesta quinta-feira o aeroporto local, que também foi atingido pelas águas, voltou a funcionar.

As Ilhas Salomão são um conjunto de mais de 200 ilhotas, com uma população de quase 552 mil pessoas. Elas ficam no chamado "Anel de Fogo do Pacífico", uma zona de terremotos e forte atividade vulcânica. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ilhas Salomãotsunamimortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.