Tsunami não danificou Fukushima, diz agência Nikkei

O comitê do governo que investiga o desastre nuclear de Fukushima informará que não foram encontradas evidências de danos causados pelo terremoto em equipamentos vitais da usina, contradizendo o forte argumento da comissão do Parlamento, informou hoje a agência de notícias Nikkei. O Comitê de Investigação do governo, chefiado pelo professor da Universidade de Tóquio, Yotaro Hatamura, divulgará o relatório no dia 23 de julho.

EQUIPE AE, Agência Estado

15 de julho de 2012 | 17h03

Foram entrevistados trabalhadores na usina e examinados dados dos reatores horas antes de o terremoto atingir o noroeste do Japão, em 11 de março de 2011. Até o momento, o Comitê não viu sinais de danos ao principal sistema da planta atingida pelo tsunami, embora o relatório não vá fazer uma conclusão definitiva, porque não foi possível examinar o local.

Por outro lado, uma investigação feita por uma comissão independente levantou dúvidas de que o tsunami possa ser o culpado pelo desastre nuclear, porque as operações da Tokyo Electric Power Co. foram mantidas. Em relatório recente, a comissão citou várias pistas, incluindo o vazamento de água de reator número um e a falha no acionamento da energia alternativa como suporte aos seus argumentos sobre a "possibilidade de os danos provocados pelo terremoto no equipamentos necessários para garantir a segurança."

O comitê do governo, que chegou a sua conclusão antes de a comissão independente ter emitido sua opinião em 5 de julho, recomendará que um grupo separado continue a investigação. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
tsunamiJapãoFukushima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.