Tufão Bílis mata 115 e afeta nove milhões de pessoas na China

O número de mortos depois da passagem do tufão Bílis pelo sul da China aumentou para 115, enquanto aproximadamente 100 pessoas continuam desaparecidas e a população afetada pelas inundações e deslizamentos de terra supera os nove milhões, informou a agência oficial "Xinhua".Em todo o sul do país, mais de um milhão de pessoas tiveram de ser retiradas por causa das chuvas torrenciais causadas pelo tufão, um dos mais mortíferos nos últimos anos na China.Na província costeira de Fujian, a primeira a ser atingida pelo tufão, na última sexta-feira, 43 pessoas morreram em deslizamentos de terra na cidade de Zhangzhou e outras áreas da região, enquanto outras quatro ficaram feridas e 24 estão desaparecidas.Três milhões de pessoas foram afetadas e 519 mil tiveram que ser retiradas da província, a mais atingida pelo Bílis.Estimativas preliminares calculam que 19.100 casas e 144.680 hectares de campos de cultivo foram destruídos pelas chuvas torrenciais em Fujian, que também obrigaram o fechamento temporário de quase duas mil empresas industriais e minerarias.Na província de Hunan, no interior do país, que também foi muito afetada pelas chuvas torrenciais, o número de mortos continua sendo de 39 segundo dados oficiais. No entanto, mais de 100 pessoas continuam desaparecidas.Com a passagem do tufão na província, 262 mil pessoas tiveram de ser deslocadas para outros pontos do país, enquanto 112 mil continuam isoladas em áreas sem acesso, segundo informações das equipes de resgate.Em Hunan, pelo menos 4,7 milhões de pessoas foram afetadas pelo Bílis, especialmente na localidade de Leiyang, que teve mais de 31 mil casas destruídas, além da perda de 36.340 hectares de colheitas.Mais ao sul do país, na província costeira de Cantão, pelo menos 33 pessoas morreram e 1,32 milhão foram afetadas.No litoral da província foram retiradas 6.500 pessoas (entre elas 1.663 detentos de uma prisão na cidade de Lechang) e mais de 12 mil continuam isoladas.Como em outras ocasiões, as chuvas causaram a destruição de trechos da linha ferroviária Pequim-Cantão (que corta o país de norte a sul), uma das principais vias de transporte no país.Poucos dias antes de atingir a China, o Bílis havia provocado a morte de 14 pessoas nas Filipinas e o desaparecido de pelo menos nove em Taiwan.A China é atingida por dezenas de tufões todos os verões, especialmente em sua costa sul e sudeste, deixando a cada ano centenas de mortos e milhões de dólares em perdas materiais.O "Bílis" é o terceiro tufão grave a castigar o país este ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.