Kim Kwang Hyon/AP
Kim Kwang Hyon/AP

Tufão causa chuvas torrenciais e 88 pessoas morrem na Coreia do Norte

Pelo menos 134 pessoas ficaram feridas e milhares estão desalojadas

Efe,

30 de julho de 2012 | 02h59

Texto atualizado às 9h20

SEUL - As chuvas torrenciais geradas por um tufão deixaram na semana passada na Coreia do Norte pelo menos 88 mortos, 134 feridos e milhares de desalojados, informou nesta segunda-feira, 31, o jornal sul-coreano "Chosun Ilbo". 

Veja também:

linkEnchentes destroem plantações na Coreia do Norte

linkTempestade atinge Coreia do Norte e noroeste chinês

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

 

Mais de 5.000 imóveis ficaram destruídos ou danificados, 12 mil alagados e cerca de 63 mil pessoas perderam a casa nas inundações registradas entre os dias 18 e 24 de julho, segundo o jornal, que cita dados divulgados no fim de semana pela agência estatal da Coreia do Norte ("KCNA").

A agência informou que o maior número de vítimas foi registrado nos condados de Sinyang e Songchon, na província de Pyongan do Sul - perto da capital, Pyongyang -, duramente atingida pelo tufão Khanun nos dias 23 e 24 de julho. O temporal inundou ou derrubou cerca de 300 prédios públicos, incluindo dez hospitais e escolas, além de 60 fábricas, e deixou 91.890 metros quadrados de vias destruídas.

 

A Coreia do Norte é seriamente afetada pelas chuvas torrenciais durante a época dos tufões de verão (hemisfério norte), cujos efeitos se agravam por causa do desmatamento, que provoca grandes deslizamentos de terra, e os pobres sistemas de drenagem e controle de cheias do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.