Tufão com ventos de 120 km/h deixa ao menos 20 mortos nas Filipinas

Autoridades dizem que nome pode subir; ainda há pelo menos 14 desaparecidos

Agência Estado

14 de julho de 2010 | 10h43

 

MANILA - Um tufão que passou pelas Filipinas deixou pelo menos 20 mortos em seis províncias, na ilha principal do país, Luzon, e nas proximidades da capital, Manila, informaram autoridades locais. Pelo menos 12 pessoas foram esmagadas por árvores, paredes e outros objetos que caíram. Ainda segundo as autoridades, a maioria das outras morreu ou afogada ou eletrocutada.

 

O tufão que atingiu o país se chama Conson e chegou a produzir rajadas de vento de 120 quilômetros por hora na noiteda terça, quando chegou a Luzon. O tufão passou nesta quarta por Manila e áreas vizinhas.

 

O número de 20 mortos é um somatório de dados vindos de militares, policiais, Defesa Civil e funcionários de governos locais. O Conselho Nacional de Coordenação de Desastres informava sobre sete mortos em seu último balanço, mas advertia que esse número deve subir, pois era preciso compilar dados de áreas onde a comunicação estava interrompida.

 

Onze pescadores permanecem desaparecidos na região de Bicol, a sudeste de Manila. Três outras pessoas sumiram no sul da capital depois que uma enchente varreu as favelas onde elas viviam, disseram militares. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinastufãomortesfuracão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.