Tufão deixa 20 mortos e 50 desaparecidos no Japão

Cerca de 460 mil pessoas receberam ordens para deixar suas residências no oeste e no centro do Japão

AE, Agência Estado

04 Setembro 2011 | 12h18

    Fortes chuvas e deslizamentos causados pela passagem do poderoso tufão Talas deixaram pelo menos 20 pessoas mortas no Japão. Outras 50 pessoas estão desaparecidas, segundo a imprensa japonesa. Cerca de 460 mil pessoas receberam ordens para deixar suas residências no oeste e no centro do Japão, disse a agência Kyodo.

Uma das vítimas foi arrastada por uma corrente de água que levou seu automóvel e inundou ruas, lembrando o tsunami causado pelo terremoto de 11 de março. A TV NHK mostrou uma ponte sendo arrastada pelas águas de um rio.

O tufão Talas, que atingiu o território do Japão ontem, é um dos que causaram o maior número de mortes nos anos recentes, com ventos de até 110 quilômetros por hora. O 12º tufão desta temporada está se movendo lentamente para o norte em direção ao Mar do Japão, na costa oeste do país, disse a Agência de Meteorologia do Japão.

O tufão cruzou o sudoeste da ilha de Shikoku e a parte central da ilha principal de Hoshu na noite de sábado. A região está a centenas de quilômetros da costa nordeste atingida pelo tsunami de março.

Em consequência da lentidão com a qual o tufão se movimenta, a agência de meteorologia advertiu que chuvas e ventos fortes devem continuar e podem provocar mais enchentes e deslizamentos. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
JapãoTufãodesaparecidosmortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.