Tufão deixa 32 mortos e 14 desaparecidos no Japão

A guarda costeira do Japão encontrou mais cinco corpos de pessoas que estavam a bordo de um cargueiro indonésio que encalhou em meio a um forte tufão que se aproximava do Japão, elevando a 32 o número de mortes causadas pelo fenômeno natural. Pelo menos 14 pessoas continuam desaparecidas, publicou a agência de notícias Kyodo. A emissora pública de televisão NHK informou que 948 pessoas ficaram feridas durante a passagem do tufão Songda.O poderoso tufão perdeu um pouco de sua potência e transformou-se hoje em uma forte tempestade tropical. As fortes chuvas concentraram-se no norte da ilha japonesa de Hokkaido. A tempestade seguiu na direção noroeste, com ventos de mais de 108 quilômetros por hora. A previsão era de que 200 milímetros de chuvas atingissem Hokkaido até a noite de hoje, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão. Ontem, o tufão deixou um rastro de destruição na costa oeste do país, com 1,6 milhão de residências sem energia elétrica, 27 casas derrubadas e 1.458 moradias inundadas, segundo a imprensa local. O Songda é o sétimo tufão a atingir o Japão em 2004, registrando um novo recorde de número de tempestades similares em um ano. Em 1990, seis tufões causaram devastação no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.