Tufão deixa mortos e desaparecidos na Coreia do Sul

Os fortes ventos e chuvas causados por um tufão deixaram pelo menos sete pessoas mortas ou desaparecidas, interromperam o fornecimento de eletricidade em algumas áreas e paralisaram os voos internos na Coreia do Sul, segundo autoridades. Funcionários locais e nacionais afirmaram que os mortos incluíam um funcionário do setor de defesa civil no leste do país, que morreu durante uma operação de busca e resgate, e um estudante arrastado pela correnteza no sudeste, informou a agência de notícias Yonhap na noite de ontem.

AE, Agência Estado

27 de junho de 2011 | 14h06

O vento do tufão Meari deixou centenas de pessoas brevemente sem eletricidade na ilha turística de Jeju, no sul do país, além de provocar o cancelamento de voos em vários aeroportos. Funcionários não indicaram nenhuma mudança nas rotas internacionais. O tufão chegou às águas da Coreia do Norte na noite de ontem e causou mais de cem milímetros de chuva em algumas áreas, segundo a Agência Central Coreana de Notícias. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.