Tufão Durian deixa 1.024 desaparecidos nas Filipinas

O número de mortos e desaparecidos após a passagem do tufão Durian pelo leste das Filipinas chegou a 1.024, segundo as últimas informações divulgadas neste domingo pelo Escritório de Defesa Civil (OCD).A agência estatal assinalou que os serviços de resgate resgataram 425 corpos sem vida, e que continua buscando outras 507 pessoas.Grande parte das vítimas é da província de Albay, cerca de 350 quilômetros ao sudeste de Manila, onde na quinta-feira passada uma enchente de barro soterrou pelo menos dez aldeias.Segundo a OCD, 507 pessoas ficaram feridas nas 13 províncias atingidas pelo Durian, o quarto tufão a castigar o arquipélago filipino nos últimos três meses.Devido ao crescente número de vítimas, a presidente filipina, Gloria Macapagal Arroyo, declarou no domingo um estado de calamidade nacional, o que facilitará destinar fundos para financiar as operações de resgate e a recuperação das zonas afetadas.Um total de US$ 20,13 milhões foi destinado ao auxílio humanitário e à reabilitação de várias províncias ao leste do país que foram devastadas pelo Durian.Mais de um milhão de pessoas se viram afetadas pelo tufão, que obrigou 20.200 filipinos a abandonarem suas casas para se refugiarem em 72 centros de evacuação nas áreas atingidas, segundo a OCD.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.