Tufão Kalmaegi mata sete em Taiwan e atinge a China

Pelo menos seis estão desaparecidos; cerca de 360 mil são retirados de áreas de risco no sudeste chinês

Associated Press e Efe,

18 de julho de 2008 | 09h36

A tempestade tropical Kalmaegi levou chuvas torrenciais ao sul de Taiwan nesta sexta-feira, 18, provocando enchentes e deslizamentos de terra nos quais sete pessoas morreram. Pelo menos seis estão desaparecidas.   A tempestade começou a atingir Taiwan no fim da noite de quinta-feira, pelo horário local. Imagens captadas por emissoras locais de televisão mostravam a água da chuva formando uma corredeira em uma estrada montanhosa e inundando uma imensa área do condado de Kaohsiung, no sul taiwanês.   A defesa civil local informou que uma mulher foi resgatada viva de uma casa atingida por um deslizamento de terra, mas um irmão e a filha dela de um ano morreram. As chuvas afetaram o abastecimento de água no condado, atingindo mais de 650 mil residências, informaram autoridades locais.   Cerca de 360 mil pessoas foram retiradas no sudeste chinês diante da chegada do tufão, informou a agência oficial de notícias Xinhua. Cerca de 30 mil são trabalhadores do litoral, e os outros 150 mil marinheiros dos 30 mil navios que tiveram que regressar, após os alertas emitidos pelas autoridades marítimas, pesqueiras e de controle de inundações de Xangai, Zhejiang, e Fujian.    A tempestade está neste momento entre Fujian e Zhejiang, como mostra uma fotografia de satélite das 19h25 (8h25 de Brasília), publicada no site do Centro Nacional de Meteorologia chinês. Em Xangai, por enquanto, o céu permanece apenas parcialmente nublado, mas se esperam chuvas para as próximas horas.

Tudo o que sabemos sobre:
TaiwanChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.