Hyung Min-woo/AP
Hyung Min-woo/AP

Tufão mata 23 nas Coreias; segunda tempestade avança

Temores de uma crise humanitária aumentaram na Coreia do Norte

AE, Agência Estado

30 de agosto de 2012 | 19h06

SEUL - Dois tufões elevaram nesta quinta-feira, 30, os temores de uma crise humanitária na Coreia do Norte, onde as chuvas provocadas pelas tempestades poderão causar enchentes e destruir fazendas. Segundo informações do governo norte-coreano, o tufão Bolaven matou três pessoas e deixou 3.300 sem casa, após chegar ao país, vindo do Mar Amarelo, na noite da quarta-feira.

Veja também:

link Passagem de tufão mata 12 e deixa país em alerta

link Coreia do Sul entra em alerta para a chegada de tufão

Na sua passagem pela Coreia do Sul, o Bolaven matou 20 pessoas. Outras seis pessoas, todos pescadores chineses, permanecem desaparecidos. Na tarde desta quinta-feira, enquanto a Coreia do Norte era atingida pelo Bolaven, um segundo tufão chegou à costa da Coreia do Sul, o Tembin, com ventos de 83 quilômetros por hora.

O governo sul-coreano disse que o tufão Tembin tocou a terra firme perto da cidade portuária de Suncheon. O Ministério dos Transportes da Coreia do Sul disse que 173 voos domésticos e internacionais foram cancelados. O Tembin, ao contrário do Bolaven, tomou um rumo diferente e não se dirigiu ao Mar Amarelo, mas ruma em direção ao Mar do Japão, que alcançou na noite desta quinta-feira.

Com AP e Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.