Tufão mata pelo menos 48 na Coréia do Sul

O Tufão Maemi atingiu a Coréia do Sul, hoje, com fortes ventos e chuvas que causaram devastação ao longo do país. Com ventos de 216 quilômetros por hora, este foi o mais forte tufão a atingir a Coréia nos últimos anos, causando pelo menos 48 mortes e deixando 25 desaparecidos. Além de derrubar casas e prédios, o tufão também causou inundações nas cidades e plantações de arroz. O Maemi também danificou o porto de Busan, pondo abaixo guindastes de contêineres e arrastando navios.Nesta manhã, o Maemi havia se tornado apenas uma tormenta tropical. Cerca de 25 mil pessoas abandoram suas casas procurando refúgio em escolas e edifícios públicos mais próximos. Segundo o Centro Nacional de Prevenção e Combate a Desastres, os mortos foram vítimas de afogamentos, desabamentos, eletrocuções e outras causas. A tempestade derrubou árvores e linhas elétricas, causando também o descarrilamento de um trem na cidade de Andong, onde 28 pessoas ficaram feridas. Cinco das 18 usinas nucleares do país foram fechadas por panes em seus transformadores. Ainda não há notícias sobre vazamentos radioativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.