Tufão Megi aproxima-se da costa nordeste das Filipinas

Centenas de moradores deixaram suas casas em vilas costeiras neste domingo como parte das medidas tomadas por equipes de emergência que se preparam para a chegada de um grande tufão que se aproxima do nordeste das Filipinas. O tufão Megi, a mais forte das dez tempestades que afetaram o país até agora em 2010, tem ventos sustentados de 225 quilômetros por hora e rajadas de 260 quilômetros por hora, mas pode ganhar força na medida em que se move a 22 quilômetros por hora na direção das Filipinas.

AE-AP, Agência Estado

17 de outubro de 2010 | 10h09

Os meteorologistas esperam que a tormenta atinja a província de Cagayan na manhã de segunda-feira (horário local). A velocidade dos ventos da tempestade faz com que Megi seja o tufão mais forte a ameaçar o país em quatro anos. Em 2006, uma tempestade com ventos de 250 quilômetros por horas provocou deslizamentos de terra na encosta de um vulcão que soterraram vilas inteiras, matando cerca de 1.000 pessoas.

Milhares de militares da reserva e voluntários estão de sobreaviso, além de helicópteros - dentre eles seis Chinooks emprestados pelas tropas norte-americanas que realizam exercícios de guerra com soldados filipinos nas proximidades de Manila - informou Benito Ramos, responsável pela área de desastres do país.

Barcos de resgate e milhares de pacotes de comida já foram transferidos para as proximidades de regiões vulneráveis. Escolas próximas às áreas por onde o tufão pode passar serão fechadas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FILIPINASTUFÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.