REUTERS/Tyrone Siu
REUTERS/Tyrone Siu

Tufão Megi mata 4 e fere 329 em Taiwan

Os fortes ventos e as chuvas causaram vários danos à infraestrutura da ilha

O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2016 | 22h33

TAIPÉ - O tufão Megi deixou ao menos 4 mortos, 329 feridos e vários danos em serviços e infraestrutura em Taiwan, informou nesta terça-feira o Centro de Resposta a Emergências.  Segundo as autoridades, 14.043 pessoas foram retiradas das áreas afetadas.

Os mortos foram o motorista de uma caminhonete que colidiu com outro veículo, um homem que caiu do teto que reparava, um pedestre que foi esmagado por um andaime e um trabalhador que morreu afogado, detalhou o centro.

O tufão Megi interrompeu o fornecimento de eletricidade para mais de 3,12 milhões de clientes e paralisou quase totalmente o trânsito, com o cancelamento de 426 voos, 122 viagens em navio e várias linhas ferroviárias, acrescentou o centro.

O vento derrubou uma estátua gigante de um leão marinho, construções e andaimes de edifícios por toda a ilha; arrancou centenas de árvores e tombou vários carros, motos, contêineres e ônibus, até mesmo um de turistas japoneses, o que deixou vários feridos.

"Caiu uma árvore em cima de um automóvel que eu ia vender na quarta-feira e danificou o capô", disse à agência EFE o espanhol Joaquín Moreno, residente no bairro de Tianmu em Taipé, um dos milhares de proprietários de veículos danificados por árvores, postes ou outros objetos.

Os rios inundados e os deslizamentos de terra se multiplicaram por toda a ilha, especialmente nas zonas montanhosas. O vilarejo de Wulai, próximo a Taipé, ficou incomunicável pelos transbordamentos de rios e deslizamentos, e na cidade sulina de Tainán várias casas ficaram alagadas.

O Megi entrou em Taiwan pelo leste às 14h locais (3h desta terça-feira em Brasília). Após perder força, o tufão se dirige para a China  - rumo à Província de Fujian - com ventos sustentados de 144 km/h e rajadas de até 180 km/h, segundo o Serviço Meteorológico Central. Fortes ventos e chuvas, ainda efeitos do tufão, atingirão a ilha nesta quarta-feira e a maioria das cidades anunciou a suspensão de trabalhos e aulas. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
BrasíliaChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.