EFE/David Chang
EFE/David Chang

Tufão Soudelor afeta quase 5 mil pessoas no sudoeste da China

Moradores da Província de Fujian, principalmente agricultores, foram deslocados a região seguras do litoral, segundo a agência oficial 'Xinhua'

O Estado de S. Paulo

07 de agosto de 2015 | 08h50

PEQUIM - Quase 5.000 pessoas da Província de Fujian, no sudoeste da China, foram retiradas de suas residências devido à chegada do tufão "Soudelor", que deve tocar o solo nessa região no sábado, informou nesta sexta-feira, 7, a agência oficial "Xinhua".

O tufão, que se movimenta em direção noroeste a uma velocidade de 20 km/h, chegará a Fujian após passar por Taiwan entre a noite desta sexta e a manhã de sábado, e o Centro Meteorológico da China mantém um nível de alerta laranja, o segundo mais alto em uma escala de quatro níveis.

Os chineses que deixaram suas casas, principalmente agricultores, foram deslocados a região seguras do litoral, segundo a "Xinhua".

As autoridades provinciais também pediram a todos os navios pesqueiros que voltem nesta sexta ao porto, já que espera-se que vendavais precedam o tufão ao longo do dia.

O Soudelor é o 13º tufão do ano a chegar à China continental e se trata, segundo os meteorologistas, do mais potente de 2015 em todo o planeta.

No fim de semana passado esse tufão atravessou as Ilhas Marianas do Norte, causando grandes danos materiais, mas não fez vítimas fatais.

O segundo tufão mais potente do ano, o Pam, causou 15 mortes no arquipélago de Vanuatu, também no Pacífico, no último mês de março. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTufãoSoudelor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.