Sharalaine Robles Gonzales/AP Photo
Sharalaine Robles Gonzales/AP Photo

Tufão Vamco deixa 14 mortos nas Filipinas

Os filipinos são afetados a cada ano por uma média de 20 tempestades tropicais e tufões

AFP, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2020 | 05h04

Pelo menos 14 pessoas morreram em uma das piores enchentes em anos causada pelo tufão Vamco que atingiu as Filipinas, anunciaram fontes oficiais nesta sexta-feira, 13. Segundo as autoridades, a tragédia pode ser ainda maior: militares falam de 39 mortos e 22 desaparecidos.

Chuvas torrenciais deixadas pelo Vamco, o terceiro tufão mais poderoso a atingir as Filipinas nos últimos dias, inundaram as áreas baixas de Manila e províncias vizinhas, forçando milhares de pessoas a fugir de suas casas ou se refugiar em telhados.

Na cidade de Marikina, uma das áreas mais afetadas da capital, máquinas de lavar, televisores, camas, cadeiras de escritório e bicicletas cobertas de lama se amontoaram nas ruas enquanto os moradores limpavam os estragos causados ​​pela água e lama em seus pisos. famílias.

Milhares ficaram sem energia desde que o Vamco desencadeou sua fúria na populosa ilha de Luzon na quarta, 11, e quinta-feira, 12, causando deslizamentos de terra, quedas de árvores e fechamento de estradas.

As autoridades prometeram distribuir alimentos às vítimas, muitas das quais ainda se recuperam dos tufões Molave ​​e Goni que mataram dezenas de pessoas, destruíram casas e deixaram grandes áreas do país sem energia nas últimas semanas.

Os filipinos são afetados a cada ano por uma média de 20 tempestades tropicais e tufões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.