Tufão Vongfong castiga o sul do Japão e afeta os transportes no país

Tufão Vongfong castiga o sul do Japão e afeta os transportes no país

Mais de 820 mil pessoas foram instadas a deixar suas casas, segundo TV estatal

REUTERS

13 de outubro de 2014 | 08h56

A pior tempestade a atingir o Japão este ano castigou as ilhas de Kyushi e Shikoku, no sul do país, nesta segunda-feira, trazendo consigo fortes chuvas e provocando uma ampla interrupção no deslocamento das pessoas.

O tufão Vongfong forçou o cancelamento de mais de 500 voos domésticos, informou a TV estatal NHK. Ao menos um voo internacional foi cancelado, de acordo com uma companhia aérea.

Muitos trens em cidades na parte ocidental do país também ficaram parados, disse a NHK.

Mais de 820 mil pessoas foram instadas a deixar suas casas, afirmou a TV estatal.

A previsão é que a chuva se intensifique em Tóquio durante a noite.

Além das ilhas de Kyusho e Shikoku, o Vongfong castigou também a ilha de Okinawa, 600 km ao sul de Tóquio, ferindo 59 pessoas, disse a NHK.

No domingo, os ventos diminuíram bastante de intensidade em relação ao dia anterior, quando chegaram a alcançar 234 km/h, o que fez com que o Vongfong fosse classificado como "supertufão".

A companhia Tóquio Electric Power Co, operadora da usina nuclear de Fukushima, danificada por um tsunami, disse em comunicado que havia aumentado a capacidade de transferência e armazenamento de água para evitar que os estoques de água radioativa mantidos na planta transbordassem.

(Reportagem de Junko Fujita)

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOTUFAOSUL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.