Tufão Xangsane faz 313 mil desabrigados nas Filipinas

Pelo menos 39.700 pessoas estão refugiadas em vários centros especiais montados nas sete regiões da Filipinas castigadas pela passagem do tufão Xangsane, que já causou 72 mortes e destruiu mais de 9 mil casas, informaram neste sábado fontes oficiais. O Escritório de Defesa Civil (OCD), comunicou que os 273 centros habilitados recolheram parte dos 313.365 desabrigados pelo tufão. Além disso, informou que 81 pessoas foram feridas e 69 permanecem desaparecidas. Segundo a ODC, os danos causados pelo Xangsane à infra-estrutura e ao setor agrícola chegam a US$ 7,07 milhões. O paradeiro do navio M/E Tristar, com sete tripulantes a bordo, ainda é desconhecido. Ele zarpou na quinta-feira do porto de Manila.Outra embarcação afundou após ser atingida por grandes ondas. Pelo menos dois rios nas Ilhas Visayas, nocentro do país, transbordaram e causaram inundações. O escritório meteorológico Pagasa informou em seu último boletim que às 2 horas (15 horas de sexta-feira, em Brasília) o tufão seencontrava 700 quilômetros a oeste da província de Zambales, ao norte de Manila, com ventos máximos de 150 km/h, afastando-se do país. Os meteorologistas não detectaram nenhuma tempestade tropical que ameace o país. O Xangsane agora se dirige ao Vietnã. Autoridades vietnamitas começaram a remover cerca de 185 mil pessoas que habitam a parte central dopaís, preparando-se para a chegada do tufão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.