KHALED ELFIQI/EFE
KHALED ELFIQI/EFE

Tumbas de mais de 3 mil anos são descobertas no Egito

As tumbas, localizadas em Luxor às margens do rio Nilo, devem impulsionar setor turístico no país

O Estado de S.Paulo

09 Dezembro 2017 | 20h33

O Egito anunciou neste sábado a descoberta de duas pequenas tumbas antigas na cidade de Luxor, no sul do país, com mais de 3.500 anos, que devem reavivar o setor turístico do país. As tumbas, localizadas na margem oeste do rio Nilo, em um cemitério para nobres e autoridades antigas, é a mais recente descoberta na cidade famosa por seus templos e tumbas, construídos em diferentes dinastias da história antiga do Egito.

"É realmente um dia excepcional", disse o ministro de Antiguidades, Khaled al-Anani. "As tumbas particulares da 18ª dinastia já eram conhecidas. Mas é a primeira vez que vamos entrar nas duas tumbas", afirmou. Al-Anani disse que as descobertas são parte dos esforços do ministério de promoter a vital indústria do turismo no Egito, que foi duramente atingida por ataques de extremistas e pela turbulência política na esteira da Primavera Árabe, em 2011. O ministério disse que uma das tumbas continha artefatos de madeira e pinturas nas paredes que sugerem que a estrutura tenha sido construída entre os reinos de Amenófis II e Tutmés IV, ambos faraós da 18ª dinastia.

+++ Cientistas anunciam descoberta de tesouro arqueológico em tumba do antigo Egito

A outra tumba tem cinco entradas que dão para um hall central retangular, com dois eixos funerários. Entre os artefatos encontrados estão máscaras de madeira, cones funerários, vasos de barro, uma coleção de 450 estátuas e uma múmia de uma possível autoridade embrulhada em linho. Uma gravura no teto da tumba mostra o nome do faraó Tutmés I, do início da 18ª dinastia. Após o anúncio, al-Anani dirigiu-se ao templo de Hatshepsut, para a abertura do principal santuário da estrutura. Desde o começo do ano, o Ministério de Antiguidades do Egito fez várias descobertas arqueológicas em todo o país.

(Com Associated Press)

Mais conteúdo sobre:
Egito [Ásia] Antiguidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.