Tumulto em entrega de esmolas mata 23 na Indonésia

Pelo menos 23 indonésios morreram durante um tumulto hoje enquanto tentavam pegar 40 mil rupias (equivalente a US$ 4,25, ou R$ 7,65) em esmolas. A confusão ocorreu em um evento de caridade organizado por uma família durante o Ramadã, mês sagrado islâmico. Oito pessoas ficaram gravemente feridas. Milhares de pessoas haviam se reunido nas proximidades da casa em Pasuruan, uma cidade 800 quilômetros a leste da capital Jacarta, durante a manhã. O motivo da concentração era justamente as esmolas que seriam oferecidas, segundo o chefe de polícia local, Harry Sitompul.Imagens de televisão mostraram as vítimas, a maioria mulheres, gritando enquanto empurravam uma grade da casa. Algumas vítimas foram pisoteadas e várias sofreram com a falta de oxigênio. Muitos dos 220 milhões de muçulmanos indonésios jejuam durante o dia no Ramadã. Sob o chamado Zakat, os ricos devem dar uma parcela de seu dinheiro aos pobres, mas a distribuição é geralmente caótica e algumas vezes causa mortes. Muitos doadores preferem entregar a esmola diretamente, preocupados com a corrupção de funcionários do governo.O prefeito da cidade, Aminurohman, disse que o mesmo homem organizou um evento similar no ano passado, que atraiu milhares de pessoas e causou uma morte. "Não houve coordenação com a polícia durante a entrega de esmolas", disse o prefeito. "É uma vergonha que ele não tenha aprendido com seus erros passados e pedido ajuda."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.