Tumulto em festival religioso hindu deixa 18 mortos na Índia

Pelo menos 18 pessoas morreram durante um tumulto na cidade indiana de Allahabad neste domingo, quando hindus voltavam de um banho no rio como parte do maior festival religioso do mundo.

Reuters

11 de fevereiro de 2013 | 20h19

Uma passarela superlotada não aguentou e a grade desabou, fazendo muitas pessoas escorregarem pelas escadas, provocando o tumulto, disse um alto oficial do governo do Estado à Reuters, pedindo anonimato.

"Posso confirmar que 18 pessoas morreram e 13 ficaram feridas", disse o oficial.

Uma vez a cada 12 anos, dezenas de milhões de peregrinos de toda a Índia partem para a pequena cidade do norte do país para participar do festival Kumbh Mela Maha no ponto onde os rios Ganges e Yamuna encontram um terceiro rio mítico.

Nos dois meses desde o início do festival, em janeiro, as autoridades acreditam que mais de 100 milhões de pessoas terão passado por uma cidade temporária que cobre uma área maior do que Atenas, em uma larga margem do rio.

Homens sagrados do hinduísmo e peregrinos se banham no Ganges para se livrar dos pecados. Domingo foi considerado o dia mais auspicioso do festival.

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, ficou chocado com a tragédia e prometeu ajuda financeira às famílias dos mortos.

(Reportagem de Sharat Pradhan)

Tudo o que sabemos sobre:
INDIAMORTOSFESTIVAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.