Tumulto em vigília da Igreja Universal deixa 16 mortos e 120 feridos em Luanda

Pelo menos 16 pessoas morreram - entre elas 4 crianças - e outras 120 ficaram feridas durante um tumulto ocorrido no Estádio da Cidadela, na capital angolana, Luanda, na noite do ano-novo, em uma vigília evangélica organizada pela Igreja Universal do Reino de Deus na cidade.

O Estado de S.Paulo

03 de janeiro de 2013 | 02h03

"Esperávamos 70 mil pessoas, mas esse número foi superado amplamente", disse o bispo Ferner Batalha. à agência angolana de notícias Angop. Cerca de 200 mil pessoas teriam lotado o estádio, segundo a agência. De acordo com informações da Embaixada Brasileira em Luanda, até ontem, não havia o registro de nenhum brasileiro entre os mortos no evento religioso. Faustino Sebastião, porta-voz do Corpo de Bombeiros de Angola, disse que as vítimas morreram pisoteadas ou asfixiadas em virtude do tumulto, cuja causa não foi apontada pelas autoridades de Luanda. Até ontem a maioria dos feridos já havia recebido alta das unidades de saúde que as atenderam.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.