Tumulto mata 29 em cerimônia religiosa no Paquistão

Um tumulto ocorrido depois de cerimônia religiosa matou pelo menos 29 pessoas, entre mulheres e crianças, neste domingo, na cidade de Karachi, sudeste do Paquistão. Outras 70 pessoas ficaram feridas, informaram policiais e médicos. O tumulto começou quando milhares de mulheres deixavam o Centro Muçulmano Sunita Faizan-e-Medina depois de assistir a sermões sobre a vida do profeta Maomé, disse Hanees Billu, porta-voz do centro muçulmano. Testemunhas disseram que pessoas foram esmagadas dentro de um dos espaços do centro, depois que uma mulher abaixou-se para pegar uma criança que havia caído no chão, fazendo as pessoas que vinham atrás tropeçar. Os corpos de 18 mulheres e quatro crianças foram levados para o Hospital Nacional de Liagat, disse Ali Azmat Abdi, diretor do hospital. Outros sete corpos foram levados para o Centro Médico de Pós-Graduação de Jinnah, disse um médico da instituição, Siam Jamali. Médicos disseram que a maioria das mortes foi causada for sufocamento e ferimentos internos, enquanto mais de 40 pessoas que foram feridas estão em "situação grave", disse Abdi, do Hospital Liagat.

Agencia Estado,

09 Abril 2006 | 13h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.