Tunísia emite mandado de prisão contra ex-presidente

A Tunísia emitiu um mandado internacional de prisão contra o presidente deposto Zine El Abidine Ben Ali e familiares dele, disse hoje o ministro da Justiça, Lazhar Karoui Chebbi. O ex-líder e sua mulher são procurados por "aquisição ilegal" de bens e "transferência ilícita de fundos para o exterior", disse o ministro em Túnis, capital do país. Ben Ali deixou seu posto e fugiu para a Arábia Saudita no último dia 14, após 23 anos no poder.

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2011 | 10h44

Chebbi disse ainda que 71 prisioneiros morreram durante os protestos antes e após a queda do presidente. Entre esses, 48 presos morreram em um incêndio em Monastir, um dia após a saída de Ben Ali.

Protestos

A polícia reprimiu novos protestos hoje contra o governo interino. Os manifestantes pedem a saída dos membros do governo que faziam parte do regime anterior. Os confrontos ocorreram em frente ao escritório do primeiro-ministro, que está no cargo desde 1999. A agência estatal TAP afirmou que devem ser anunciadas mudanças no governo interino hoje. O primeiro-ministro deve substituir cinco ministros que pediram demissão. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.