Tunísia forma governo de transição e prepara eleições

O primeiro-ministro da Tunísia, Mohammed Ghannouchi, anunciou hoje a formação de um governo de transição no país. A administração irá preparar a eleição geral, após a queda do ditador Zine El Abidine Ben Ali na semana passada. Ghannouchi seguirá como chefe do novo governo, que inclui três líderes da oposição e acaba com o Ministério da Informação.

AE, Agência Estado

17 de janeiro de 2011 | 15h39

O primeiro-ministro interino afirmou ainda que todos os presos políticos do país serão libertados. Também revelou que o ministro das Relações Exteriores do país será mantido. Ghannouchi disse ainda que a imprensa agora terá "total liberdade" no país. Além disso, afirmou que a proibição que havia em torno de um grupo de defesa dos direitos humanos do norte africano foi retirada. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Tunísiapolíticaformaçãogoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.